Autor
António Torrado

Encenação
Mauro Corage

Figurinos
José Teles

Interpretação
Daniel Pinheiro, José Teles, Sofia Sousa

Apoio à Produção
José Figueiredo

Fotografia
Pedro Mendonça

Sinopse
Esta é a história da viagem de um casal à procura de alguma coisa, que não tem necessariamente de ser a fertilidade

Autor
Poeta, dramaturgo, argumentista e ficcionista, a sua obra ultrapassa os 120 títulos, onde sobressai a produção literária para crianças, amplamente galardoada em Portugal e no Brasil (Prémio da Associação Paulista dos Críticos de Arte de 1994). Ao conjunto da sua obra foi atribuída, em 1988, o Grande Prémio Gulbenkian da Literatura Infantil.

Licenciado em Filosofia pela Universidade de Coimbra, foi professor do ensino secundário, profissão de que foi afastado em 1966 por motivos políticos. Esteve ligado ao universo editorial e pedagógico. Partidário da «pedagogia do imaginário», foi fundador de uma escola infantil e básica, pioneira em Portugal do Movimento da Escola Moderna (técnicas Freinet). Foi professor de Literatura Infantil na Escola de Educadores de Infância de Lisboa (1973/74). Em 1974 ingressou na RTP como chefe do Departamento de Programas Infantis. Monitorou cursos de formação de professores em Portugal, na Guiné-Bissau (1976/77), em Angola e em Cabo Verde (1877 a 1980).

Tem colaboração dispersa em jornais e revistas como O Professor, Vida Mundial, África e Vértice, entre outras, e dirigiu o suplemento infantil «Moinho de Vento», do jornal A Capital, entre 1968 e 1972. Como poeta, está representado em diversas antologias.

Foi sócio fundador da Associação Portuguesa de Escritores, do Instituto de Apoio à Criança e da Sociedade Portuguesa de Autores.

Data de Estreia
15 de Outubro de 2010, Quinta Municipal do Sobralinho – Sobralinho

Produção
Teatro do Zero, 4ª Produção