Autor
Alves Redol

Concepção, Adaptação e Encenação
Mauro Corage

Concepção Plástica
José Teles e Rute Reis

Concepção Musical
Oti Fortes

Concepção Gráfica e Vídeo
Álvaro Figueiredo

Fotografia
Pedro Mendonça

Desenho de Luz
Colectivo

Figurinos
José Teles e Nazaré Cordeiro

Interpretação
Alexandra Almeida, Álvaro Figueiredo, Ana Capucha, Casimiro Gonçalves, Catarina Fonseca, Filipa Silva, Henrique Avelar, HenriqueCerqueira, Inês Valério, Isac Rolo, Joana Fonseca, João Norte, José Baptista, José Teles, Júlio Pereira, Luis Capucha Pereira, Manuela Roriz, Maria João, Mauro Corage, Miguel Silva, Nuno Teixeira, Oti Fortes, Pedro Mocho, Pedro Pedro, Pedro Silva, Raquel Cipriano, Rodolfo Coração, Silvia Vaz, Sónia Teixeira, Susana Ferreira, Susana Vaz, Vasco Lavado, entre outros…

Montagem e Operação Técnica
João Capucha, Pedro Capucha

Sinopse
No reino do destino os dias começam com fogo. os mitos tornaram-se no sagrado pão da ignorância. e que seria o mundo sem a ignorância.
E se fossemos ver como o destino teria de funcionar, se realmente existisse!

Autor
António Alves Redol nasceu em Vila Franca de Xira no dia 29 de Dezembro de 1911 e faleceu em Lisboa no dia 29 de Novembro de 1969. Era filho de um comerciante modesto. Trabalhou como operário em Angola durante alguns anos. Quando regressou a Portugal em 1936, juntou-se ao movimento que se opunha ao Fascismo, tornando-se militante do Partido Comunista Português.

Foi um dos iniciadores do movimento neo-realista em Portugal e o primeiro a conseguir ampla aceitação. A sua obra, que alterna momentos de grande intensidade lírica com quadros de descrição precisa e minuciosa, evoluiu de uma análise social fortemente documental para uma fase mais pessoal e afastada dos preceitos da escola, a partir dos finais dos anos 50. Tomou como motivos centrais os dramas humanos vividos na sociedade ribatejana e, com a trilogia Port Wine (1949-53), também na região duriense. Autor de uma vasta obra, para além dos textos das suas conferências e artigos para os jornais, escreveu romances, contos, peças de teatro e estudos de etnografia.

Duração
Aprox. 3 horas

Classificação etária
+12 anos

Data de Estreia
8 de Julho de 2011, Ateneu Artístico Vilafranquense – Vila Franca de Xira

Produção
Teatro do Zero, 6ª Produção